Casa de espetáculos Tupi or Not Tupi divulga a programação da semana com ecléticas atrações da MPB

 

No coração da Vila Madalena, a casa de shows  Tupi or Not Tupi, eleita como uma das melhores acústicas da cidade pelo Guia da Folha apresenta a programação de shows de novembro. Dispondo de ecléticas atrações que gravitam pelo universo da MPB, a casa de espetáculos já configura no rol das mais aclamadas do País. Confira a programação para essa semana:

LAN LANH  no show  Batuque da Lan Lanh

Dia 1 de novembro. Quinta. 21h. R$ 80

62343976_gg_rio_de_janeiro_rj_26-10-2016_-_gente_boa_-_show_da_cantora_lan_lan_na_casa_de_cultura
Foto: Hermes de Paula

 

Referência da percussão no Brasil, a artista Lan Lanh celebra 30 anos de carreira com o show Batuque da Lan Lanh que já circulou no Rio de Janeiro, Bahia, Nova York (Brasil Summerfest), Los Angeles, São Francisco e em São Paulo, na Tupi or Not Tupi, para onde retorna após grande sucesso de público. Os cajóns, atabaques, berimbau e pandeiro de Lan Lanh já começam a soar no afro-samba Canto de Xangô, de Vinícius de Moraes e Baden Powell. Seguem no afro-jazz Coisa 4, de Moacir Santos, nas levadas da sua Bahia natal, no ritmo do frevo Taiane, de Osmar Macedo, nos afoxés Bananeira Song e Zum Zum Preguiça e no samba de roda Sereiar, autorais do seu disco solo Mi. O novo single Não é comum, mas é normal (Lan Lanh / Nanda Costa) e ainda Aponte, canção que compôs em parceria com Sambê e Nanda Costa, gravada por Maria Bethânia para a abertura da série Entre Irmãs, da Rede Globo. Com figurino de Sol Azulay, inspirado em Ogan como mulher libertadora e empoderada, que toca sem camisa como os homens, Lan Lanh sobe ao palco acompanhada pelos músicos João Felippe Brasil e Guto Menezes, que costuram melodias com arranjos nas cordas do violão, viola caipira e cavaquinho.

_______________________________________________________________

BLUBELL no show  Blubell canta Álbum Branco dos Beatles 

Dia 2 de Novembro. Sexta. 21h30. R$ 60

BLUBELL.jpg

Blubell faz um novo show na Tupi or Not Tupi em comemoração aos 50 anos do lançamento do Álbum Branco, dos Beatles. Esse é o primeiro show criado pela cantora, compositora (e beatlemaníaca) Blubell em homenagem aos fab four. Com seu trio peculiar (Richard Ribeiro na bateria, Bruno Serroni no cello e Zé Ruivo nas teclas), ela relê canções do disco duplo de 68 e coloca sua voz aveludada em hits como Blackbird, Revolution e While My Guitar Gently Weeps. “Lados b’s” não ficam de fora. Long Long Long (que ela gravou com o trio BlackTie) e Happiness is a Warm Gun estão no repertório. Também estão no repertório canções de Blubell que a artista considera frutos de sua beatlemania. “O show é uma viagem no tempo. No meu caso, uma volta à minha adolescência. Aos 15, 16 anos, ouvia esse disco incansavelmente em forma de K7 até meu walkman cansar. O walkman cansou e quebrou. E eu jamais cansei”, conta a cantora.

_______________________________________________________________

 

BRUNA CARAM  no show  Palavras do Coração  

Dia 3 de novembro. Sábado. 21h30. R$ 60

Bruna Caram_CarolineVianna.jpeg

Doze anos após o primeiro lançamento de sua carreira, o álbum Essa Menina (2006), Bruna Caram faz um show intimista em que revisita o repertório de cada etapa de sua carreira. Entre as músicas, destaque para Palavras do Coração, faixa-tema, além de Caminho pro Interior (J C Costa Netto e Otavio Toledo), Feriado Pessoal (Bruna Caram), Gargalhadas (Pedro Alterio e Pedro Viafora), Par (Bruna Caram e Chico Cesar), Fim de Tarde (Juca Novaes e Eduardo Santana) e o hino feminista Vou Pra Rua (Bruna Caram). No palco com ela, o músico Norberto Vinhas com seu violão e seu 12 cordas fazem o papel de banda e Bruna completa algumas canções ao tocar sua sanfona Severina. “Não vou mais a lugar nenhum sem meu fole”, completa. Com quatro discos lançados (Essa Menina, Feriado Pessoal, Será Bem-Vindo Qualquer Sorriso e Multialma, este último produzido por Alexandre Fontanetti e Zeca Baleiro, e com parcerias com nomes como Roberta Sá e Chico Cesar), Bruna Caram comemora o sucesso de suas turnês e canções, mas além disso, suas conquistas em outras áreas da arte, das quais ela é devota: lançou o livro Pequena Poesia Passional em 2015, seu primeiro trabalho como poeta, e estreou como atriz na TV Globo em 2017 na minissérie Dois Irmãos, vivendo um dos papéis principais, a Rânia, irmã dos gêmeos vividos por Cauã Reymond e uma participação como cantora na série Os Dias Eram Assim.

___________________________________________________________________

CLÁUDIO NUCCI  no show  Recortando e Recontando

Dia 4 de novembro. Domingo. 20h. R$ 60

Claudio Nucci 2.jpg

O cantor e compositor Claudio Nucci, nascido em São Paulo (Jundiaí) e que começou a carreira no Rio de Janeiro, relembra obras de várias fases da carreira solo, entre elas: “Quero Quero”, Levezinho”, Acontecência”, “Amor Aventureiro” e “Sapato Velho”, entre outras, passando por lançamentos posteriores:“Casa da Lua Cheia”, “Baião Levado” e “Som Meio Boi”. O repertório inclui sucessos do Boca Livre, na época em que cantou, compôs e produziu com o grupo, na formação original: “Toada”, “Quem Tem a Viola”, “Diana”, “Mistérios” e “Ponta de Areia”.  Apresenta também novidades, em parcerias com Paulo César Pinheiro, Felipe Cerquize, Murilo Antunes e Ana Terra, e chama a atenção para novidades autorais de uma nova geração que desponta na cena musical carioca e brasileira, como as composições de Rafael Lorga (Banda Pietá) e Elvis Marlon. De quebra, interpreta alguns mestres para referenciar suas influências.

______________________________________________________________

 

Sobre a Casa

O espaço aberto em março de 2017 trabalha em duas frentes: música no palco e pratos da cozinha brasileira nas mesas. A cozinha tem assinatura do chef Alexandre Romano. A Tupi or not Tupi fica no coração da Vila Madalena. É uma casa construída na década de 1950, em um terreno de 500 metros quadrados, sem muros e com pequenos ambientes que levam a um salão principal com capacidade para 100 pessoas sentadas. Conta com projeto de design de Lee Dawkins, supervisão acústica de Clemente Zular e equipamentos do Estúdio Loop. A Tupi or not Tupi é hoje considerada uma das casas com melhor acústica na cidade de São Paulo.

 

 

Serviço:

 

Tupi or Not Tupi – Rua Fidalga 360 – Vila Madalena

Tel.: (11) 3813-7404

Capacidade: 100 lugares

Compra de ingressos pelo sitewww.tupiornottupi.net

Classificação: Livre

Acesso a deficientes. Todos os cartões de crédito e de débito. Serviço de valet terceirizado

Horário dos shows  Quintas, às 21h, sexta e sábado, às 21h30.  A TUPI abre às 20h para escolha das mesas, com serviço de bar e restaurante. O show começa com atraso porque durante o show é suspenso todo tipo de serviço. Compre seu ingresso com antecedência.

 

 

Fotos: Divulgação

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s